ONU diz que tem plano para apoiar Nigéria após sequestros em Chibok

9 junho 2014

Organização pretende operar com o governo e com as comunidades afetadas; relatos de agências noticiosas apontam para mais episódios de rapto do Boko Haram depois do rapto em abril no nordeste do país.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O representante do secretário-geral na África Ocidental, Said Djinnit, liderou a conclusão de um pacote de apoio integrado da ONU para a Nigéria após o rapto das mais de 200 meninas pelas milícias Boko Haram.

Os detalhes do projeto ainda não foram revelados, mas a equipa das Nações Unidas no país declarou que deve trabalhar em estreita cooperação com o governo e com as comunidades afetadas.

Rapto

Após uma visita de quatro dias, o escritório da organização divulgou uma nota a sublinhar que Djinnit abordou o rapto de estudantes e outras questões relacionadas com várias partes.

Entre elas, estiveram altos funcionários do governo nigeriano e figuras como antigos chefes de Estado, sociedade civil e parceiros.

Esforços

Agências noticiosas dizem que mais sequestros teriam sido efetuados pelo Boko Haram após o rapto de 200 meninas numa escola de Chibok, em abril. De acordo com os relatos, o grupo também realiza investidas contra o exército, a imprensa e os civis.

A ONU ressalta que com as medidas do plano pretende completar os esforços da Nigéria no sentido de garantir a libertação segura das sequestradas.

Escolas Seguras

Na semana passada, o enviado especial do secretário-geral para a Educação Global, Gordon Brown, anunciou que mais de US$ 23 milhões foram angariados pela Iniciativa Escolas Seguras na Nigéria.

A informação foi dada por Ban Ki-moon no âmbito dos 50 dias do rapto, sobre o qual disse que continuará a fazer o possível para garantir a libertação das vítimas e o seu retorno seguro às famílias.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud