Preço médio dos cereais e derivados do leite foi menor em maio
BR

5 junho 2014

Índice de Preço dos Alimentos teve queda de 1,2% na comparação com abril, a segunda baixa consecutiva neste ano; FAO destaca que preço do açúcar subiu e o da carne se manteve estável.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

O Índice de Preço dos Alimentos caiu pelo segundo mês consecutivo em maio, fechando com média de 207,9 pontos ou 1,2% a menos do que em abril.

O balanço foi divulgado esta quinta-feira pela Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, FAO. Na comparação com maio do ano passado, a queda foi ainda maior, de 3,2%.

Leite e Milho

O Índice de Preço dos Alimentos é baseado nos valores de várias commodities comercializadas internacionalmente. Segundo a FAO, a redução em maio foi influenciada pelo menor preço dos derivados do leite, com queda de 5%, dos cereais e das oleaginosas.

Condições favoráveis de produção ajudaram o preço do milho a diminuir e o mesmo aconteceu com o trigo, apesar de inseguranças causadas pelas oscilações de comércio com a Ucrânia.

Clima

O preço do açúcar foi na contramão, com alta de 3,7% em relação a abril, causada por previsões de possível déficit na produção e preocupações relativas ao El Niño. Já o valor da carne se manteve estável.

Segundo a FAO, o mês de maio começou com preocupações sobre clima desfavorável, especialmente nos Estados Unidos, além de tensões geopolíticas na região no Mar Negro.

Brasil

Mas na segunda metade do mês, o preço do trigo começou a cair e na sequência, as condições do clima melhoraram. Outro fator favorável foi a continuação de exportações de alimentos pela Ucrânia.

A produção global de grãos está a 1,2 bilhão de toneladas, um aumento refletido pela melhora nas plantações de milho nos Estados Unidos e maior colheita na Argentina e no Brasil.

A produção mundial de milho para este ano deve ser de 703 milhões de toneladas e a de arroz deve alcançar 503 milhões de toneladas, uma alta em relação a 2013.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud