Brasil teve 600% de aumento em pedidos de asilo em 2013
BR

30 maio 2014

A OIM apoia a 1ª Conferência Nacional sobre Migração e Refúgio, que ocorre até domingo em São Paulo; bengaleses lideram solicitações seguidos de senegaleses, libaneses, sírios e congoleses.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

A Organização Internacional para Migrações, OIM, está apoiando a 1ª Conferência Nacional sobre Migração e Refúgio, Comigrar, que teve início esta sexta-feira, em São Paulo.

O encontro reúne 700 especialistas do governo, organizações internacionais, intelectuais e da sociedade civil. O objetivo é encorajar discussões livres e abertas que ajudem a reforçar as políticas de direitos humanos para os migrantes. O Brasil registrou 600% de aumento nas solicitações de asilo em 2013.

Modelo

O diretor regional da OIM para o Brasil, Diego Beltrand, disse que a Comigrar representa uma oportunidade para os líderes criarem um modelo de desenvolvimento que assegure a integração e a inclusão de todos os migrantes.

Segundo a agência da ONU, o bom desempenho da economia brasileira fez com que o país se tornasse destino de muitos migrantes. Apesar de os haitianos terem recebido ampla atenção da mídia, dominicanos, senegaleses e europeus estão entre as pessoas que escolheram o país para viver.

A OIM cita que os cidadãos de Bangladesh lideram os pedidos, seguidos dos de Senegal, Líbano, Síria e República Democrática do Congo.

Calcula-se que o Brasil tenha 1milhão de migrantes, a maioria portugueses, japoneses, italianos e espanhois. Nos últimos anos, a maior parte dos migrantes que chegam ao país tem como origem a África e o Caribe, com Senegal, Haiti e República Dominicana liderando a lista.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud