União Africana elogia medida que pôs Boko Haram em lista de terrorismo
BR

23 maio 2014

Representante do grupo nas Nações Unidas falou à Rádio ONU sobre a decisão do Conselho de Segurança de incluir o movimento islâmico nigeriano em lista de sanções. 

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

A União Africana saudou a decisão do Conselho de Segurança de classificar o movimento islâmico da Nigéria Boko Haram de afiliado à lista da organização Al-Qaeda. A medida foi anunciada pelo Conselho na tarde de quinta-feira, em Nova York.

A inclusão do Boko Haram, que significa “Educação ocidental é um pecado” foi feita a pedido do governo nigeriano, após o grupo ter sido acusado de atentados e ataques que mataram centenas de pessoas.

Decisão

O Boko Haram é acusado também do sequestro de mais de 200 alunas de um colégio na cidade de Chibok, na Nigéria, em meados de abril.

Nesta entrevista à Rádio ONU, o representante da União Africana na ONU, Téte António, afirmou que a decisão do Conselho só confirmou a posição da União Africana sobre o tema.

“Para a África eles já eram (considerados terroristas). O que estou a dizer é um procedimento, é um démarche legal, esta da Nigéria. Mas as ações deles (do Boko Haram) no terreno não têm outra definição se não essa.” 

A lista de sanções à Al-Qaeda, entidades e indivíduos associados foi criada pelo Conselho de Segurança após duas resoluções do órgão. Entre as medidas estão sanções financeiras e embargos de armas. O nome do líder do Boko Haram, Abubakar Shekau, também entrou na lista.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud