Resultado das eleições no Afeganistão elogiado pelas Nações Unidas
BR

15 maio 2014

Chefe da missão da ONU no país destaca que os afegãos precisam estar orgulhosos das presidenciais; Ján Kubis pede respeito ao resultado, que levou a disputa para a presidencia ao segundo turno.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova York.*

Foi confirmado o segundo turno das eleições presidenciais no Afeganistão e a Missão da ONU no país, Unama, saudou os resultados da disputa de 5 de abril.

Segundo agências de notícias, Abdullah Abdullah teve 45% dos votos no primeiro turno e o candidato Ashraf Ganhi teve 31,6%. Os outros seis candidatos foram eliminados.

Expectativa

A Unama destaca que milhões de afegãos “votaram com determinação nas eleições” e tem a expectativa de que a participação também seja grande no segundo turno.

O chefe da missão, Jan Kubis, afirmou que “os afegãos podem ficar orgulhosos das eleições”, por terem demonstrado “a vontade de viver em paz, dignidade e prosperidade.”

Progressos

Kubis reconhece o papel dos observadores eleitorais, em prevenir e detectar fraudes e nota que o papel deles será crítico também no segundo turno, marcado para 14 de junho.

Para a Unama, houve progressos em relação a eleições de outros anos, porque pela primeira vez o pleito foi baseado em leis aprovadas pela Assembleia Nacional e não por decreto presidencial.

O chefe da missão faz ainda um pedido aos dois candidatos à presidência, para que juntos aos seus apoiadores, não façam uso da “retórica inflamda, da intimidação e de ameaças”. 

*Apresentação: Leda Letra.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud