Na Nigéria, enviado aborda apoios para retorno das meninas raptadas

13 maio 2014

Contactos em Abuja incluem presidente e altos funcionários do governo; secretário-geral disse que líder nigeriano pediu informações, incluindo imagens de satélite para ajudar nas buscas.

Eleuterio Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

A ONU enviou o representante especial do secretário-geral para a África Ocidental para a capital nigeriana. Em Abuja, Said Djinnit deve discutir formas para salvar as mais de 200 meninas raptadas pelos insurgentes Boko Haram.

O enviado deve reunir-se com o presidente Goodluck Jonathan e outros altos funcionários do governo, na deslocação que inclui contactos com o corpo diplomático.

Comunidades

De acordo com o porta-voz do secretário-geral, a intenção é também ajudar na integração da parte do grupo que conseguiu fugir. No total, foram 276 raptadas a 14 de abril uma escola da área de Chiboko no estado nordestino de Borno.

A organização defende que uma orientação associada à oferta de serviços sobre a  violência sexual podem completar o apoio às famílias e às comunidades das vítimas.

Desafios Internos

A ONU disse estar fortemente empenhada em ajudar a resolver a situação na Nigéria e outros desafios internos.

O anúncio segue-se à manifestação da solidariedade de Ban Ki-moon às famílias que lidam com o que chamou de terrível abuso de direitos humanos básicos.

Problema Isolado

Na última quinta-feira, Ban Ki-moon conversou com o presidente Goodluck Jonathan, a quem garantiu fazer todos os esforços para obter a sua autorização para que a ONU possa intervir no caso.

Entre os pedidos do líder nigeriano conta “mais informações, incluindo imagens de satélite, que poderiam ajudar nas buscas. Ban disse ter transmitido a mensagem aos Estados-membros da organização.

Fronteiras

O chefe da ONU disse que a ameaça representada pelo Boko Haram não é um problema isolado. Para ele, a questão obriga a reforçar o combate ao terrorismo e os esforços contra a pirataria, o tráfico de pessoas e o tráfico ilícito de drogas.

O secretário-geral também pediu o reforço da cooperação regional relativamente às fronteiras.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud