Portugal entre países com novos casos de dengue

Portugal entre países com novos casos de dengue

OMS diz que mais 2,5 mil milhões de pessoas estão expostas ao risco de contrair a doença no planeta; mais da metade da população pode contrair doenças transmitidas por vetores.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

Portugal está entre os países mencionados pela Organização Mundial da Saúde, OMS, devido ao diagnóstico recente de casos de dengue.

A China e os Estados Unidos também foram citados entre as 100 nações onde a doença foi detetada nas últimas duas décadas. O Brasil está entre os países com mais 2,5 mil milhões de pessoas sob o risco de contrair a doença.

Insetos

A OMS destaca que nas últimas duas décadas, muitas doenças transmitidas por insetos ressurgiram e espalharam-se  pelo mundo.

A agência alertou que mais de 1 milhão de pessoas morrem todos os anos de doenças transmitidas por insetos. O número de pessoas infetadas supera 1 mil milhão.

Higiene

No âmbito do Dia Mundial da Saúde, neste 7 de abril, OMS pede aos países renovem o compromisso de aumento do controlo de insetos. A outra intenção é melhorar o acesso à água potável, ao saneamento básico e aos serviços de higiene.

De acordo com a agência, mais da metade da população global corre o risco de contrair malária, dengue, leishmaniose, doença de lyme, bilharziose e febre-amarela. Entre os vetores estão mosquitos, moscas, carrapatos e caramujos.

Ameaça

Uma campanha denominada “Pequena picada, grande ameaça” foi anunciada pela agência para chamar a atenção para o aumento da ameaça do tipo de doenças.

Ao apontar que estas podem ser totalmente evitadas, o informe destaca os passos e as medidas que governos, comunidades e famílias podem adotar como forma de proteção.

Sofrimento

Para a diretora-geral da OMS, Margaret Chan, uma agenda global que dê prioridade ao controlo de insetos pode salvar muitas vidas e evitar muito sofrimento.

Conforme explicou, medidas simples e baratas como mosquiteiros com inseticida, já salvaram milhares de pessoas.

A população pobre é a mais afetada pelas doenças transmitidas por insetos, principalmente os que não têm acesso adequado à moradia, água potável e saneamento básico. As pessoas desnutridas são as mais vulneráveis.

A bilharziose, transmitida pelo caramujo, é a doença mais diagnosticada ao atingir 240 milhões de pessoas no mundo.

*Apresentação: Eleutério Guevane.