Ban preocupado com divisões em torno da crise na Ucrânia

28 março 2014

Ao prestar um informe ao Conselho de Segurança, Secretário-Geral disse que líder russo garantiu que nenhuma ação militar seria levada a cabo.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Secretário-Geral das Nações Unidas disse estar preocupado com as divisões da comunidade internacional em torno da crise política na Ucrânia. Ban Ki-moon falava, esta sexta-feira, após prestar um informe ao Conselho de Segurança.

A reunião à porta fechada destacou a deslocação do chefe da ONU à região, na semana passada, durante a qual abordou a questão com o presidente russo, Vladimir Putin, e o presidente em exercício da Ucrânia, Oleksandr Turchynov.

Ação Militar

Em declarações a jornalistas, após o encontro, Ban referiu que o presidente russo assegurou-lhe que nenhuma ação militar seria tomada.

Ban reafirmou a sua recomendação aos líderes russo e ucraniano para que acalmem a situação para evitar uma ação precipitada. O responsável pediu ainda que os líderes deem início imediato ao diálogo construtivo para resolver todos os problemas.

Consequências

O Conselho de Segurança e a Assembleia Geral rejeitaram os resultados do referendo em que o povo da Crimeia votou pela separação da Ucrânia para fazer parte da Federação Russa. Ban Ki-moon disse que a tensão pode ter consequências a nível global.

Para o representante, neste momento de aumento das tensões até mesmo pequenas faíscas podem resultar em grandes chamas de consequências não intencionais. Ban também manifestou profunda preocupacao com as divisões dos países sobre a situação, que segundo ele  podem prejudicar a capacidade de lidar com outras preocupações mais urgentes, como as do nível humanitário.

A Rússia anexou a região autónoma ucraniana da Crimeia após a consulta popular, que decorreu a 16 deste mês,  amplamente condenada pela comunidade internacional.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud