Mais de 135 mil pessoas podem fugir do Sudão do Sul até ao fim do ano

25 março 2014

Acnur anuncia chegada de mais de 2 mil pessoas diárias aos países vizinhos; agências humanitárias pedem mais valores para apoiar vítimas da insegurança e da crescente carência alimentar.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

O Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, Acnur, declarou esta terça-feira que os países vizinhos do Sudão do Sul podem receber até 340 mil refugiados sul-sudaneses até ao fim de 2014.

Atualmente, mais de 2 mil pessoas chegam diariamente aos países vizinhos, com destaque para a Etiópia e o Uganda. O número de pessoas que já atravessaram as fronteiras à procura de abrigo ronda os 204 mil.

Países Vizinhos

Desde dezembro, mais de mil pessoas morreram no país devido aos confrontos entre apoiantes e opositores do presidente Salva Kiir.

Com o agravamento da crise no país, o Acnur e o Programa Mundial de Alimentação, PMA, lançaram um apelo de US$ 371 milhões para apoio urgente aos refugiados que deixam o seu país devido à insegurança e a crescente carência de alimentos.

Fraca Nutrição

Em nota divulgada em Genebra, o Acnur destaca que grande parte dos refugiados chega exausta, com fraca nutrição e com a saúde debilitada. A maioria são mulheres, crianças e pessoas idosas.

O potencial de movimento transfronteiriço é considerado alto a partir do país com cerca de 709 mil deslocados, além dos outros 3,7 milhões em alto risco de insegurança alimentar.

Necessidades Essenciais

O valor do pedido feito esta segunda-feira deve cobrir atividades de proteção e outras necessidades essenciais como alimentos de emergência, água e saneamento.

O Acnur pretende, igualmente, desenvolver e expandir acampamentos de refugiados e outros locais onde os serviços básicos possam estar disponíveis.

*Apresentação: Denise Costa.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud