Unmiss confirma reforço de tropas do exército sul-sudanês em Malakal

20 março 2014

Área do norte do país regista confrontos entre exército e forças da oposição; movimentação ocorre dias depois do pedido das Nações Unidas para o respeito ao cessar-fogo assinado há dois meses.

Eleutério Guevane da Rádio ONU em Nova Iorque.

A Missão da ONU no Sudão do Sul, Unmiss, disse ter recebido relatos de uma presença reforçada do Exército de Libertação do Povo do Sudão, Spla, no norte de Malakal no estado do Alto Nilo.

Falando a jornalistas, em Nova Iorque, o porta-voz do Secretário-Geral da organização, Farhan Haq, explicou que a medida segue-se a um ataque contra as forças da oposição levado a cabo, esta quarta-feira, pelas tropas.

Deslocados

De acordo com o representante, um grande número de soldados do Spla foi visto a seguir em direção a Malakal. Haq acrescentou que, esta quinta-feira, a missão da ONU não recebeu relatos de combates e continua a proteger cerca de 21,5 mil deslocados nas suas instalações na área.

Nesta terça-feira, a organização anunciou que dois projéteis explodiram a 200 metros do complexo da Unmiss causando o ferimento de um civil que estava abrigado no local.

Perto da área, também foram ouvidos disparos esporádicos de armas de fogo e explosões de artilharia.

Hostilidades

As Nações Unidas apelaram às partes a respeitar o acordo de cessação das hostilidades assinado há dois meses entre o governo e a oposição. Os combates levaram a cerca de 77 mil pessoas a pedir refúgio nas bases da missão.

Após o início do conflito sul-sudanês, em meados de dezembro, mais de 700 mil pessoas abandonaram as suas casas.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud