ONU e Opaq retiram mais da metade das armas químicas da Síria
BR

20 março 2014

Anúncio foi feito esta quinta-feira pela chefe da missão conjunta Sigrid Kaag; ela disse que isso representa um progresso importante e pediu ao governo sírio que continue com os esforços de destruição.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

A missão conjunta da ONU e da Organização para a Proibição de Armas Químicas, Opaq, anunciou que já foram retirados ou destruídos mais da metade do arsenal químico da Síria.

A declaração foi feita, esta quinta-feira, pela coordenadora especial da missão, Sigrid Kaag. Ela disse que no total, os especialistas da ONU-Opaq conseguiram eliminar ou destruir 53,6% das armas químicas sírias.

Avanço

Kaag afirmou que o resultado representa um importante avanço no processo para acabar com o arsenal sírio.

Ela elogiou o progresso alcançado e encorajou o governo da Síria a manter os esforços para eliminar os armamentos.

Segundo a ONU-Opaq, mais dois carregamentos contendo substâncias químicas saíram esta semana do porto de Latakia, incluindo armamentos de prioridades 1 e 2.

Apesar dos últimos atrasos na retirada e na destruição do material, a missão acredita que o processo de eliminação do arsenal químico sírio deverá ser finalizado dentro do prazo previsto, 30 de junho.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud