Entrevista: Antonio Patriota

19 março 2014

O embaixador do Brasil junto das Nações Unidas aborda a reforma do Conselho de Segurança, após discursar em mais um debate sobre o tema nesta quarta-feira, na sede da organização.

Para Antonio Patriota, o acelerar das discussões sobre a Agenda de  Desenvolvimento Sustentável pode influenciar uma proposta final para o aumento dos membros do Conselho. A ideia é que a ampliação do órgão resulte em maior representatividade, eficácia e legitimidade. 

O envolvimento da Assembleia Geral nas discussões e na resolução sobre a Síria e, para breve sobre a Ucrânia, é para ele o reflexo da frustração dos Estados-membros da ONU com o que chamou “falta de resultados no Conselho de Segurança”.

Nesta conversa com a Rádio ONU, Antonio Patriota também aborda a Consolidação da Paz, um assunto que também foi debatido no Conselho. O Brasil preside o grupo.

Com foco no sucesso de Timor-Leste e na Guiné-Bissau, o embaixador disse acreditar num entendimento entre os guineenses. A intenção é que haja “equilíbrio, sociabilidade e progresso social e político”, após o golpe de Estado de 2012.

Acompanhe a entrevista a Eleutério Guevane.

Tempo total: 7’23”

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud