Pedidos de patentes globais batem recorde em 2013 BR

Pedidos de patentes globais batem recorde em 2013

Organização Mundial da Propriedade Intelectual afirmou que Estados Unidos, Japão e China lideram a lista; Tratado de Patente e Cooperação registrou 205,3 mil pedidos; Brasil teve um aumento de 12,2% no número de novas patentes em comparação ao ano anterior.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

A Organização Mundial da Propriedade Intelectual, Ompi, informou que o número de pedidos de novas patentes bateu recorde em 2013.

Segundo a Ompi, foram registrados 205,3 mil pedidos de acordo com o Tratado de Patente e Cooperação no ano passado, 5,1% a mais do que em 2012.

Brasil

O documento diz que o Brasil melhorou seu desempenho com um aumento de 12,2% nos pedidos de patentes entre 2012 e 2013, passando de 589 para 661.

No grupo dos países de baixa e média rendas, o Brasil está em quarto lugar, perdendo apenas para China, Índia e Turquia. O país está à frente da África do Sul, Malásia, e do México.

Estados Unidos, Japão, China e Alemanha lideram a lista com quase 70% do total dos registros. Os chineses superaram os alemães, que caíram para a quarta colocação.

Proteção

Através do pedido internacional de patentes, os requerentes podem, simultaneamente, buscar proteção para sua invenção em 148 países.

Segundo a Ompi, seguindo a tendência de alta dos investimentos em pesquisa e desenvolvimento, a indústria de automóveis registrou um grande crescimento nos pedidos de patente nos últimos três anos.

A organização informou ainda que houve um aumento também em dois outros sistemas que medem os registros de novas patentes, como o de Madri, para marcas registradas, e de Haia, para design industrial.