General brasileiro é o novo comandante das tropas da ONU no Haiti
BR

13 março 2014

Secretário-Geral indicou general José Luiz Jaborandy Jr para assumir o comando da Força da Missão de Estabilização das Nações Unidas no Haiti; ele substitui o também general brasileiro Edson Leal Pujol, que está no cargo há um ano. 

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon anunciou esta quinta-feira que o general brasileiro José Luiz Jaborandy Júnior vai ser o novo comandante da Força da Missão de Estabilização das Nações Unidas no Haiti.

Jaborandy Júnior assume o cargo no sábado e substitui o também general brasileiro Edson Leal Pujol. Ban agradeceu o trabalho realizado por Pujol durante este período à frente da Minustah. Ele citou a dedicação, o profissionalismo e a liderança do militar que contribuíram para as operações no país caribenho.

Expectativas

Em entrevista à Rádio ONU, o general Jaborandy Júnior falou sobre suas expectativas no Haiti.

“ A expectativa é a melhor possível. Todos os militares têm como objetivo comandar. E essa oportunidade de comandar uma tropa multinacional que tem como objetivo, cumprindo o mandato da ONU, ajudar o povo do Haiti a reencontrar seu caminho e na direção do futuro, é uma missão de grande prestígio e de grande relevo e que me enche de orgulho.”

Jaborandy Júnior entrou no exército em 1976 e ocupou várias posições de comando durante a carreira. Como major-general ele chefiou a 2ª Brigada de Infantaria de Selva, entre 2010 e 2011. Depois, foi escolhido como chefe do Estado-Maior do Comando Militar da Amazônia.

Jaborandy Júnior também foi comandante da 8ª Região Militar, último cargo antes de assumir o controle da Minustah.

O general serviu ainda como conselheiro do gabinete do Comando do Exército e participou, como observador militar, das operações das missões da ONU na América Central, Onuca, em 1991, e em El Salvador, Onusal, em 1992.