Especialista da ONU suspende visita à Crimeia por falta de segurança
BR

12 março 2014

Ivan Simonovic esperava viajar para a região esta quarta-feira, mas foi informado pelas autoridades locais que não poderia ser recebido; ele está em Lviv, onde se reuniu com representantes do governo e da sociedade civil.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O secretário-geral assistente das Nações Unidas para Direitos Humanos, Ivan Simonovic, suspendeu a visita à Crimeia marcada para esta quarta-feira.

A informação foi dada pelo porta-voz do Secretário-Geral, Stephane Dujarric, em entrevista a jornalistas.

Logística e Segurança

Ele disse que apesar das dificuldades de logística, incluindo o limitado número de voos para chegar e sair do aeroporto Simferopol, Simonovic esperava concretizar a viagem para avaliar a situação na região.

As autoridades locais informaram que não poderiam receber o secretário-geral assistente por causa dos problemas na área, como também, pela impossibilidade de fornecer segurança a Simonovic e sua delegação.

Dujarric disse que todos os acessos à região foram negados. O secretário-geral assistente está em Lviv, onde se reuniu com autoridades e representantes da sociedade civil.

Relatório

Ao fim da viagem, Simonovic vai apresentar um relatório sobre os desafios aos Direitos Humanos na Crimeia.

O documento terá como base além da visita à região, os contatos mantidos com diplomatas, organizações nacionais e internacionais e com o cidadão comum.

Nesta sexta-feira, ele deve conceder uma entrevista a jornalistas sobre o resultado da viagem de oito dias à Ucrânia.