Ban afirmou que eventos na Crimeia serviram para aprofundar crise
BR

10 março 2014

Secretário-Geral disse que continua alarmado com os acontecimentos na Ucrânia; ele apelou a todas as partes que reduzam as tensões e mantenham um diálogo direto e construtivo.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, afirmou que os recentes eventos na Crimeia só serviram para aprofundar ainda mais a crise na Ucrânia.

Em comunicado lido pelo novo porta-voz, Stephane Dujarric, Ban disse que está alarmado com os acontecimentos no país.

Crise

O chefe da ONU afirmou que desde o início da crise, tem feito apelos a todos os lados para que reduzam as tensões e mantenham um diálogo direto e construtivo para alcançar a paz.

Com o aumento também da desconfiança, Ban pediu a todas as partes que evitem ações drásticas ou discursos provocativos.

Ela declarou que a comunidade internacional deve ajudar a acalmar a situação e trabalhar por uma solução política duradoura.

Ban deixou claro que a piora das condições terá uma séria repercussão não só para os ucranianos mas também para a população da região e da comunidade global.

Direitos Humanos

O Secretário-Geral pediu ainda às autoridades que garantam respeito aos direitos humanos na Ucrânia, principalmente em relação às minorias.

Ban afirmou que nesse momento não se pode permitir qualquer erro de cálculo ou falta de ação.

Acima de tudo, ele disse que uma solução para a crise deve ser encontrada tendo como base a Carta da ONU, incluindo um acordo pacífico das disputas e respeito pela soberania e integridade territorial do país.