ONU condena ataque contra Parlamento da Líbia
BR

3 março 2014

Missão das Nações Unidas no país, Unsmil, disse que ação ocorreu neste domingo; homens armados com facas e revólveres invadiram o prédio, mataram um guarda e feriram seis políticos.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

A ONU condenou de forma veemente o ataque ocorrido neste domingo contra o Parlamento da Líbia.

Segundo a Missão das Nações Unidas no país, Unsmil, homens armados com facas e revólveres invadiram o prédio, mataram um guarda e feriram seis parlamentares.

Respeito

Os trabalhos no local, conhecido como Congresso Nacional Geral, foram transferidos para um hotel da capital, Trípoli.

Num comunicado, a Unsmil reforçou a importância do respeito a instituições legítimas, rejeição à violência política e a garantia do direito de livre expressão por meios pacíficos.

A Missão da ONU disse ainda que é vital manter a continuidade do processo político para se alcançar uma transição democrática de poder e preservar a segurança e a estabilidade do país.

Segundo a ONU, o governo e o povo líbios atravessam um período de mudança depois da queda do ex-líder, Muammar Kadhafi, há três anos.

Segurança

Nos últimos meses houve uma piora da situação da segurança e divisões políticas que ameaçam minar a transição líbia.

Na semana passada, a Unsmil demonstrou preocupação com a violência contínua, incluindo assassinatos, atentados a bomba, sequestros e outros tipos de ataque por todo o país.