Ban diz não haver lugar para violência na solução de disputas na Tailândia

23 fevereiro 2014

Neste domingo, explosão matou duas pessoas e feriu pelo menos 20 em Banguecoque; Secretário-Geral pede prevenção de novos ataques e que haja envolvimento num diálogo significativo.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Secretário-Geral afirmou, este domingo, que não deve haver lugar para a violência por qualquer das partes na busca da solução para as diferenças e disputas políticas na Tailândia.

Em comunicado, Ban Ki-moon  apelou para a sua cessação imediata e para que o governo leve os responsáveis à justiça.

Centro Comercial

De acordo com agências noticiosas, neste domingo uma explosão matou duas pessoas e feriu pelo menos 20 próximo de um centro comercial onde decorria uma concentração de manifestantes antigovernamentais, na capital Banguecoque.

Na ocasião perderam a vida um menino de 12 anos e uma mulher de 40 anos. O incidente ocorreu horas depois de homens armados terem aberto fogo contra uma manifestação antigovernamental no leste do país. Uma menina de cinco anos morreu.

Respeito

Ban Ki-moon condenou os incidentes e a escalada da violência ocorrida na semana passada. Às partes envolvidas, o apelo foi no sentido do respeito dos direitos humanos e do Estado de direito.

O chefe da ONU pediu que sejam evitados novos ataques e ao envolvimento num diálogo significativo com vista ao fim da crise e à promoção de reformas.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud