FAO descarta transmissão de gripe aviária de pessoas para animais BR

FAO descarta transmissão de gripe aviária de pessoas para animais

Segundo agência da ONU, não há provas de que pacientes com H7N9 podem passar o vírus para aves e pássaros; confirmado primeiro caso da gripe aviária fora da China, em uma mulher na Malásia.

Leda Letra, Rádio ONU em Nova York. 

A Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, FAO, confirmou esta quarta-feira não haver provas de que humanos podem transmitir o vírus H7N9 para animais, como aves e pássaros.

A FAO confirmou ainda o primeiro caso de gripe aviária fora da China, detectado recentemente na Malásia. A paciente é da província chinesa de Guangdong e viajou a turismo para a Malásia. Ela segue internada no país.

Vigilância

O chefe veterinário da FAO destaca que o novo caso não é uma surpresa, mas lembra que o mundo precisa estar vigilante sobre o vírus. Juan Lubroth afirma que pessoas que ficam doentes com H7N9 não são uma ameaça às aves domésticas.

Segundo Lubroth, o maior risco de transmissão é pelo comércio de aves em áreas afetadas para zonas ainda sem a presença do vírus. Já as pessoas são infectadas pelo H7N9 ao ter contato direto com aves vivas, especialmente em mercados, ou ao criar aves em casa.

Sem Sintomas

A FAO lembra ser difícil o vírus se espalhar internacionalmente, já que o H7N9 não é transmitido facilmente entre humanos. A agência da ONU observa que casos parecidos como o da Malásia já foram confirmados em Taiwan e Hong Kong, áreas que não tinham sido afetadas pela gripe aviária.

Aves com H7N9 não apresentam sintomas, o que faz com que o diagnóstico seja mais difícil. Por isso, a FAO pede aumento da vigilância, especialmente em pontos onde pode haver comércio dos animais e a entrada de aves contaminadas em locais ainda sem o vírus.

Para diminuir os riscos à população, a agência recomenda que os mercados sejam limpos e desinfetados com frequência.

Somente na terça-feira, a Organização Mundial da Saúde havia confirmado mais nove novos casos de gripe aviária em humanos na China, incluindo uma morte.