Testemunho: angolana fala de “boa escola” de décadas na rádio

13 fevereiro 2014
No ano em que o Dia Mundial da Rádio destaca a Equidade de Género no setor, a locutora angolana Ana Bela Pacheco comemora o facto de assumirem grande parte da responsabilidade de programas da maior emissora do seu país.
Em declarações a partir da Rádio Nacional de Angola, em Luanda, a profissional conta o seu percurso de 21 anos iniciado no “Rádio Piô Piô”, um dos mais célebres programas infantis dos países lusófonos.
No trajeto para o posto de realizadora de programas, Bela fala da “boa escola” que culmina com um ambiente de “competitividade salutar.”
Para a profissional, as locutoras estão gradualmente a “chegar onde queremos”, devido aos esforços de afirmação no trabalho. O sonho é que mais profissionais de sexo feminino estejam na liderança da RNA.
Acompanhe a conversa com a jornalista Cláudia Longa.
Tempo total: 3’29’’