Ban condena alegado massacre que fez dezenas de mortos na Síria

11 fevereiro 2014

Secretário-Geral realça urgência do fim do conflito e início da transição política; mortes ocorreram no último domingo em área situada no norte do país.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Secretário-Geral das Nações Unidas manifestou “grande choque” com relatos de um massacre que teria resultado na morte de dezenas de civis na aldeia síria de Ma'an.

Em nota, o porta-voz de Ban Ki-moon indica que o ato teria ocorrido no último domingo na área do norte do país.

Crimes

Ban condena “nos termos mais fortes” toda a violência contra civis, tendo exigido que os autores do massacre e de todos os outros crimes na Síria sejam levados à justiça.

Para o chefe da ONU, o tipo de incidentes deve lembrar sobre a urgência de pôr termo ao conflito e lançar a transição política rumo a um novo país “onde seja garantida a proteção, os direitos e as liberdades de todos.”

Ronda 

A nota foi divulgada no segundo dia de mais uma ronda da Conferência de Genebra 2, que envolve o governo e a delegação da oposição da síria.

Nesta terça-feira, o enviado especial da ONU e da Liga Árabe, Lakhdar Brahimi, falou da necessidade da cooperação de ambas as partes ao destacar que estas não estão a fazer muitos progressos na cidade suíça.