Estudo da ONU vai avaliar o impacto do marketing nos direitos humanos
BR

7 fevereiro 2014

Meta é saber como as propagandas afetam a diversidade cultural e o estilo de vida das pessoas; relatora para os direitos culturais, Farida Shaheed, vai apresentar os resultados em setembro, na Assembleia Geral.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

A relatora das Nações Unidas sobre direitos culturais está preparando um estudo sobre o impacto da publicidade e do marketing na diversidade cultural e nos direitos humanos.

Farida Shaheed quer saber a influência dos comerciais nas liberdades artística, acadêmica e até no conteúdo das exposições em museus. A relatora considera um problema o impacto do marketing na diversidade cultural e no direito das pessoas em escolher seu estilo de vida.

Ética

Segundo Shaheed, o relatório vai avaliar, por exemplo, o aumento das propagandas em espaços públicos e como os paineis eletrônicos e outdoors mudam as “paisagens culturais”.

A relatora está preocupada também com os anúncios publicitários em escolas e universidades e afirma que “muitas questões éticas e de direitos humanos estão em jogo”.

Outro interesse de Shaheed é na variedade de “narrativas e de valores nos espaços públicos e nos meios de comunicação em massa”, conhecidos como “cultura comercial”.

Leis

Todos os Estados-membros da ONU já foram convidados a expressar suas visões sobre o tema e a explicar como a publicidade local respeita os direitos humanos e como são as legislações sobre anúncios, marketing e propaganda em cada país.

O estudo de Shaheed deve ficar pronto em setembro e na sequência, será apresentado à Assembleia Geral das Nações Unidas.