FAO: preço dos alimentos cai apesar de altas nos derivados de leite
BR

6 fevereiro 2014

Pelo índice da agência, queda em janeiro é a primeira em três meses atingindo 203,4 pontos, 1,3% a menos que em dezembro; boas colheitas impulsionam resultados.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

O preço da cesta básica baixou em janeiro pela primeira vez em três meses. A informação é da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, FAO.

De acordo com o Índice de Preço dos Alimentos da agência, cereais, oleaginosas, carne e açúcar estão mais baratos 1,3% que em dezembro e quase 4,4% se comparados ao que o consumidor pagava em janeiro do ano passado.

Importações

Mas o mercado continua registrando alta nos derivados de leite. O economista da FAO, Abdolreza Abbassian, disse que a baixa nos preços deve-se ao aumento da oferta. Mas ele alerta que uma alta no ritmo das importações da Ásia pode comprometer a queda.

O Índice de Preço dos Alimentos foi de 203,4 pontos em janeiro. A queda do açúcar e das oleaginosas foi de 5,6% e 3,8%, respectivamente. A maior redução ocorreu com o preço dos cereais que totalizou 23% desde janeiro do ano passado.

Milho e Soja

Já os derivados do leite custam agora 1,6% a mais do que em dezembro. As maiores demandas vêm da China, do norte da África, do Oriente Médio e da Rússia.

Um relatório, divulgado este mês, revela que as previsões otimistas para colheitas em 2014 devem-se a condições favoráveis no Hemisfério norte para as plantações de trigo, e ainda a um quadro melhor para os campos de milho e soja no Hemisfério sul.

A FAO afirma que a queda nos preços está promovendo a procura o que deve levar ao aumento de 92 milhões de toneladas de cereais alcançando mais de 2,4 milhões de toneladas na produção total.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud