Nações Unidas apoiam diálogo entre presidente da Ucrânia e oposição
BR

31 janeiro 2014

Após semanas de protestos violentos, dois lados iniciam conversações; segundo Escritório para Direitos Humanos, expectativa é para diálogo inclusivo e sustentável.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

O Escritório de Direitos Humanos das Nações Unidas elogiou, esta sexta-feira, o início dos diálogos entre o presidente da Ucrânia, Viktor Yanulovych, e a oposição.

O porta-voz da Alta Comissária para os Direitos Humanos destacou a expectativa de que o diálogo seja sustentável, inclusivo e baseado no respeito total aos tratados internacionais sobre direitos humanos.

Leis Abolidas

Segundo Rupert Colville, é apoiada também a abolição de várias leis ucranianas que faziam restrição ao exercício de direitos fundamentais, como o direito à liberdade de expressão. O parlamento do país aboliu essas leis no começo da semana.

Os protestos violentos na capital da Ucrânia, Kiev, começaram em novembro, após uma decisão do governo em não assinar um acordo que ampliava a integração com a União Europeia.

As manifestações ficaram mais intensas nas últimas semanas, e segundo agências de notícias, pelo menos seis pessoas já morreram, incluindo civis e policiais.

O Escritório de Direitos Humanos lamenta as mortes ocorridas nos protestos e pede investigação de relatos sobre sequestros e tortura. Rupert Colville reforçou o pedido ao governo e aos manifestantes para que exerçam moderação e criem as condições para a reconciliação nacional.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud