República Centro-Africana quer inventariar recursos para eleições

31 janeiro 2014

Recolha de informações sobre a situação das instituições decorreu em grande parte do país; Conselho de Segurança pediu votação até fevereiro de 2015.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Autoridades da República Centro-Africana anunciaram que vão dar início a um inventário de recursos com vista a realizar eleições que devem marcar o fim do período de transição política, no início de 2015.

A presidente da Autoridade Nacional Eleitoral centro-africana, NEA, disse que foram visitadas 11 das 16 províncias do país para reunir informações sobre a situação das instituições eleitorais.

Responsabilidade

Dieudonné Kombo Yaya lidera o órgão independente, criado em dezembro de 2013, com a responsabilidade de organizar as eleições no país. Os sete membros foram nomeados para um mandato de sete anos.

A responsável contou que a deslocação, realizada deste meados deste mês, teve o objetivo de reunir documentos sobre pleitos anteriores como listas de eleitores e registos de nascimento.

A representante apelou à participação da comunidade internacional no processo, tendo realçado tratar-se da primeira etapa do processo eleitoral.

Eleições

As deslocações foram feitas em coordenação com o Escritório Integrado da ONU para a Consolidação da Paz na República Centro-Africana, Binuca e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, Pnud.

Em resolução, o Conselho de Segurança destacou esta semana que a Binuca deve apoiar as autoridades de transição nos preparativos necessários para eleições livres e justas.

O documento refere que, a votação deve ocorrer "se possível, no segundo semestre de 2014" e no mais tardar, em fevereiro de 2015.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud