Uneca realça potencial feminino para mudar narrativa da RD Congo

28 janeiro 2014

Plataforma feminina para o país e para os Grandes Lagos foi lançada na capital etíope, Adis Abeba; iniciativa agrega representantes das autoridades regionais, sociedade civil e parceiros.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O secretário executivo da Comissão Económica da ONU para África, Uneca, defendeu uma maior participação das mulheres congolesas na resolução de conflitos e nos processos de construção da paz sustentável.

Carlos Lopes falava, esta terça-feira, no lançamento oficial da plataforma “Quadro de Esperança.” A iniciativa com o apoio da ONU tem o nome oficial de Mulheres, Quadro de Paz, Segurança e Cooperação para a República Democrática do Congo, RD Congo, e os Grandes Lagos.

Parceiros

O grupo integra representantes dos 11 países que assinaram o pacto no ano passado, além da sociedade civil e de outros parceiros nacionais e internacionais.

Em Adis Abeba, o responsável realçou ainda que as mulheres constituem a maioria da população congolesa, sendo agentes fundamentais de mudança e o motor da reconstrução económica e social.

O contributo feminino para a formação de uma agenda de paz inclusiva e abrangente na região foi considerado um fator para salvar a vida de milhões de pessoas.

Estratégias

O responsável disse que a plataforma das mulheres deve equipá-las com ferramentas modernas, informações e estratégias para moldar a reconstrução, a gestão transparente e o uso dos vastos recursos naturais e minerais.

Entretanto, Lopes salientou que muitas vezes o papel das mulheres na sua gestão não é reconhecido, financiado ou facilitado.

Solo Rico

De acordo com a Uneca, a RD Congo detém 80% das reservas mundiais de coltan. O metal é considerado indispensável à era digital. Além disso, o país contém mais de 60% do cobalto e a maior oferta mundial de cobre de alto grau.

O país foi também mencionado pelos recursos naturais como manganês, urânio e a madeira que elevam o solo do país para a categoria de mais rico do planeta.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud