Vistos e conectividade aérea devem ditar aumento do turismo em África

24 janeiro 2014

Organização Mundial do Turismo avançou a constatação em encontro com governantes africanos e entidades dos setores público e privado; Fórum sobre Turismo encerrou em Madrid.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

A facilitação de vistos e a conectividade aérea foram apontadas como áreas-chave a serem abordadas para maximizar o desempenho do turismo africano e promover uma atividade mais sustentável.

A conclusão marcou o 5º Investimento em Turismo e Fórum Empresarial para África, com a sigla Investour, que decorreu nesta quinta-feira, no âmbito da Feira Internacional de Turismo de Madrid.

Cabo Verde e Moçambique

Em 2030, a Organização Mundial do Turismo, OMT, prevê que 134 milhões de turistas entrem no continente. Cabo Verde e Moçambique foram representados pelos ministros do setor, no encontro que envolveu países de África e entidades públicas e privadas ligadas à área turística.

O continente africano foi apontado como uma das regiões com maior crescimento do setor do mundo. Entre 2000 e 2013, as visitas mais do que duplicaram, ao evoluir de 26 milhões para 56 milhões.

Impulso

Com as chegadas de turistas internacionais a atingir 6%, pelo segundo ano consecutivo, a facilitação de investimentos em hotéis também foi recomendada com vista a dar impulso ao turismo.

O diretor geral da OMT, Taleb Rifai disse que somente com esforços coletivos podem ser alcançados sucessos ao abordar as barreiras e ao  promover o turismo como uma ferramenta para desenvolver o continente.

Por outro lado, foi sugerido ao continente africano que considere a necessidade de estimular novas oportunidades de negócios no turismo em Espanha e Portugal.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud