ONU na África emite nota de pesar pela morte de jornalista da BBC
BR

21 janeiro 2014

Komla Dumor, 41 anos, morreu de ataque cardíaco no sábado em Londres; ele apresentava o programa Focus on Africa na TV britânica. 

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

O secretário-executivo da Comissão Econômica das Nações Unidas para a África, Uneca, emitiu uma nota de pesar pela morte do jornalista da TV britânica BBC.

Carlos Lopes disse que estava se juntando a todos os africanos e ao mundo para prestar um tributo ao apresentador, nascido em Gana, e que morreu em casa, em Londres, no sábado.

Ser Humano Excepcional

Komla Dumor, 41 anos, sofreu um ataque cardíaco. Na nota, Carlos Lopes afirmou que Dumor era um ser humano excepcional e um grande amigo da Uneca.

O jornalista já havia confirmado presença na Sétima Conferência de Ministros da Economia e das Finanças, co-organizada pela ONU, em Abuja, na Nigéria. O encontro está marcado para começar em 27 de março.

Lopes disse ainda que Komla Dumor tinha uma alegria e uma energia sem limites além de ser dono de um grande entusiasmo sobre a África. Para o chefe da Uneca, o jornalista da BBC morreu muito cedo.

Ele encerrou a nota dizendo que o apresentador de Gana empunhou a bandeira africana no cenário internacional e sempre trabalhou duro para defender a África.

Komla Dumor foi contratado pela BBC em 2006, onde trabalhou no Serviço Mundial antes de se juntar à TV britânica.  Ele começou a carreira na Rádio Joy FM, em Gana, como apresentador de rádio.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud