Ban diz que desarmamento pode ser motor de um mundo mais seguro
BR

21 janeiro 2014

Secretário-Geral da ONU fez a declaração na Conferência sobre o tema em Genebra; segundo ele, uso de armas químicas na Síria revela a necessidade de se confrontar perigos de armas de destruição em massa.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, alertou que o uso de armas químicas na Síria revela a necessidade de se confrontar os perigos de todos os armamentos de destruição em massa, incluindo nucleares.

Ban fez a declaração esta terça-feira durante pronunciamento na Conferência sobre Desarmamento, que está sendo realizada em Genebra.

Século 21

O chefe da ONU disse que o mundo não pode esperar que uma nova catástrofe aconteça e que todos devem enfrentar as realidades do século 21.

Ele afirmou ainda que a Conferência sobre o Desarmamento pode ser a força que vai impulsionar a criação de um mundo mais seguro e de um futuro melhor.

Prioridades

Ban lembrou que colocou o desarmamento e a não-proliferação de armas como principais prioridades da agenda das Nações Unidas.

Segundo ele, o dinheiro economizado na fabricação de armas pode contribuir para o desenvolvimento e a melhora do bem-estar global.

Ele apelou aos participantes que continuem trabalhando para superar o impasse que paralisou o programa de trabalho.

Ban citou a Convenção sobre Armas Químicas como um legado da Conferência e pediu aos países que superem as diferenças e ajudem a construir um mundo mais seguro.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud