Militares no Sudão do Sul ameaçam funcionários da ONU

Militares no Sudão do Sul ameaçam funcionários da ONU

Ban Ki-moon alarmado com a tentativa de entrada forçada na base da ONU em Bor; militares do Sudão do Sul armados teriam ameaçado o pessoal da organização.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

As Nações Unidas emitiram uma nota a declarar preocupação com ameaças feitas ao pessoal da organização no Sudão do Sul.

O Secretário-Geral, Ban Ki-moon, disse que está alarmado com a tentativa de entrada forçada por membros do governo sul-sudanês e militares à base da ONU em Bor.

Violência

Ban lembrou que milhares de civis foram assassinados, de forma brutal, e muitos perderam as suas casas apenas num mês após a eclosão do conflito no país.

O chefe da organização voltou a pedir a todas as partes e aos respectivos líderes no Sudão do Sul para fazerem mais pela proteação dos civis. Ban disse ainda que eles devem parar imediatamente com a violência, que tem um impacto arrasador sobre o país mais jovem do mundo.

Ainda em nota, as Nações Unidas informaram que os militares do Sudão do Sul teriam ameaçado o pessoal da ONU na Missão, depois que os funcionários recusaram autorizar que soldados armados sul-sudaneses acompanhassem os civis durante visita ao complexo da Unmiss.

Ban encerrou a condenar as ameaças feitas aos funcionários da organização e exigiu que todos os lados do conflito respeitem os locais de proteção dos civis na Unmiss.

*Apresentação: Denise Costa.