ONU identifica funcionários mortos em atentado no Afeganistão
BR

18 janeiro 2014

Secretário-Geral disse que eles eram dos Estados Unidos, Paquistão, Líbano e Rússia; Ban Ki-moon voltou a condenar o ataque e afirmou que as Nações Unidas continuam empenhadas no trabalho pela paz no país asiático.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, disse este sábado que esse é outro momento triste para as Nações Unidas. O atentado terrorista em Cabul no Afeganistão matou quatro funcionários da organização.

Falando a jornalistas em Nova York, Ban enviou condolências às famílias de Basra Hassan, dos Estados Unidos, Nasrin Jamal, do Paquistão, Khanjar Wabel Abdallah, do Líbano e Vadim Nazarov, da Rússia.

Atentados

O chefe da ONU desejou rápida recuperação a todas as pessoas feridas no ataque a um restaurante na capital afegã, nesta sexta-feira, que deixou pelo menos 21 mortos.

Ban disse que em várias ocasiões condenou atentados terroristas contra civis. Ele afirmou que isso é inaceitável e representa uma violação da lei humanitária internacional.

Apoio

O Secretário-Geral deixou claro que os responsáveis devem ser levados à justiça.

Ban declarou que a ONU continua empenhada no trabalho pela paz, pela estabilidade e pelo desenvolvimento do Afeganistão.

Segundo ele, as Nações Unidas apoiam totalmente a transição do país na direção de um futuro de paz, segurança e progresso.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud