PMA enviou comida para 3,8 milhões de sírios em dezembro
BR

14 janeiro 2014

Objetivo da agência da ONU é alcançar 4,2 milhões neste mês; autoridades fizeram apelo de US$ 2 bilhões para prestar assistência a 7 milhões de sírios até dezembro.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O Programa Mundial de Alimentos, PMA, anunciou que conseguiu enviar comida para 3,8 milhões de sírios em dezembro.

Agência da ONU está aumentando os esforços e espera fornecer ajuda alimentícia a 4,2 milhões neste mês.

Confrontos

Com confrontos contínuos na Síria, o PMA pediu quase US$ 2 bilhões, equivalente a R$ 4,5 bilhões, para levar comida para 7 milhões de sírios em 2014.

Desse total, mais de 40% estão refugiados em países vizinhos. Só para cobrir os gastos com as necessidades de alimentos das pessoas afetadas com o conflito, o PMA precisa arrecadar R$ 80 milhões por semana.

A agência da ONU está envolvida também na entrega de combustível para as famílias deslocadas vivendo em abrigos em várias regiões do país. O material é usado em fogões e aquecedores durante os meses de inverno.

Conferência

O porta-voz do Alto Comissariado da ONU para Refugiados, Acnur, Adrian Edwards, disse que o chefe da agência, António Guterres, está no Iraque como parte da delegação das Nações Unidas que participará da Conferência de Doadores para a Síria.

O encontro vai acontecer nesta quarta-feira, no Kuweit. No último ano, a situação humanitária piorou muito no território sírio e nos países vizinhos.

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, vai presidir a Conferência ao lado da chefe do Escritório de Assistência Humanitária, Ocha, Valerie Amos.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud