Pnud: 80% do entulho gerado com terremoto do Haiti foi limpo
BR

10 janeiro 2014

Desastre natural completa quatro anos no domingo; ruas da capital Porto-Príncipe ainda têm 2 milhões de metros cúbicos de detritos.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

Segundo o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, Pnud, mais de 80% dos 10 milhões de metros cúbicos de entulho foram removidos das ruas da capital do Haiti, Porto Príncipe. Os detritos surgiram após o terremoto que atingiu a ilha em 12 de janeiro de 2010.

Quatro anos depois, o Pnud afirma que o ritmo da limpeza é muito mais rápido do que o registrado em 2004 com o tsunami na Indonésia. No Haiti, boa parte do entulho foi reciclada e transformada em pavimento, escadas e utilizada na criação de espaços públicos.

Desalojados

A agência da ONU ressalta que continua trabalhando com o governo haitiano na recuperação do país, como na ajuda a pessoas que perderam suas casas com o terremoto. Até o momento, 11 mil famílias foram relocadas e 50 acampamentos que abrigavam os civis desalojados foram fechados.

Outros projetos incluem a reconstrução de estradas, a criação de empregos e a instalação de lâmpadas de energia solar para garantir a segurança das mulheres durante a noite.

Proteção Social

O Pnud destaca ainda a criação de um registro de civis mais vulneráveis, em um esforço de combate à pobreza. Já foram identificadas 15 mil famílias em áreas precárias e o registro é usado em programas de proteção social do governo.

Apesar dos bons resultados das intervenções, a agência lembra que o Haiti ainda tem enormes obstáculos para superar até que possa garantir uma posição segura como país emergente.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud