PMA alerta que tragédia na Síria vai além dos números
BR

9 janeiro 2014

Diretora-executiva da agência da ONU afirma que situação humanitária fica mais difícil a cada dia no país; Ertharin Cousin pediu à comunidade internacional que continue apoiando os esforços de assistência.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.*

A diretora-executiva do Programa Mundial de Alimentos, PMA, Ertharin Cousin, alertou que a tragédia na Síria vai “muito além dos números”.

Cousin, que encerrou esta quinta-feira uma viagem ao país, afirmou que a situação humanitária na Síria fica mais difícil a cada dia. Ela pediu à comunidade internacional que continue prestando apoio aos esforços de assistência em andamento.

Visita

Em sua visita de um dia, a diretora-executiva do PMA esteve em um centro de distribuição de alimentos em Damasco, a capital, e conversou com algumas pessoas que recebiam ajuda.

Segundo Cousin, todas as famílias compartilham uma história triste de tragédia ou perda. Ela falou que estava comovida com a resiliência e o espírito do povo sírio.

Entrega

A chefe do PMA quer que os trabalhadores de ajuda tenham mais acesso para a entrega de suprimentos básicos às famílias em regiões onde estão ocorrendo os confrontos mais fortes.

Cousin disse que quase metade da população síria sofre de insegurança alimentar. Ela explicou que as organizações de ajuda estão conseguindo levar comida para 4,2 milhões de pessoas no país.

O PMA fez um apelo de quase US$ 2 bilhões, equivalente a R$ 2,5 bilhões, para atender às necessidades de mais de 7 milhões de sírios em 2014. Esse dinheiro vai ser usado para o envio de comida para 4,2 milhões de pessoas dentro da Síria e 2,9 milhões nos países vizinhos.

*Apresentação: Leda Letra.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud