ONU condena violência política que matou mais de 20 em Bangladesh
BR

6 janeiro 2014

Em nota, Secretário-Geral disse que está triste com perda de vidas após votação no domingo; Ban Ki-moon pediu a todos os partidos políticos que retomem o diálogo de forma inclusiva no país asiático.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

As Nações Unidas condenaram uma série de incidentes violentos após a realização das eleições parlamentares em Bangladesh.

Segundo agências de notícias, mais de 20 pessoas morreram com a violência política. O comparecimento às urnas teria sido um pouco superior a 20%.

Direito de Expressão

De acordo com a mídia local, o partido governista, Awami, da primeira-ministra Sheikh Hasina, ganhou as eleições após o boicote do maior partido de oposição bengalês, o BNP, à votação. A oposição convocou uma greve geral de 48 horas para protestar contra o resultado do pleito.

Em nota, o Secretário-Geral, Ban Ki-moon expressou tristeza com a perda de vidas e lamentou que os partidos do país asiático não tenham chegado a um acordo para eleições pacíficas e inclusivas.

Ban pediu a todos os lados que demonstrem moderação criando um clima apropriado ao direito de reunião e expressão. Ele afirmou que violência e ataques a pessoas e propriedade são inaceitáveis.

Processo Democrático

O chefe da ONU encerrou a nota conclamando todos os partidos a retomarem o diálogo para atender às expectativas do povo de Bangladesh de um processo político inclusivo. Ban disse que a organização continuará apoiando o processo democrático de acordo com os princípios da não-violência, da reconciliação e do diálogo.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud