Grave crise humanitária afeta um dos países mais pobres da África

30 dezembro 2013

A Missão da ONU no Sudão do Sul, Unmiss, afirmou que o número de deslocados no país desde 15 de dezembro, quando começaram os conflitos, chegou a 180 mil.

Os refugiados nas bases da ONU na região já são 75 mil, incluindo a capital Juba e as cidades de Bor, Bentiu, Malakal e Pariang.

O Escritório das Nações Unidas de Assistência Humanitária, Ocha disse que dentro e fora de bases da Unmiss cerca de 106 mil pessoas receberam algum tipo de ajuda até ao momento.

O Conselho de Segurança realizou esta segunda-feira, reunião de emergência para discutir a crise no Sudão do Sul.

O presidente do Conselho, o embaixador francês, Gérard Araud, alertou que  a situação no país é "terrível".

Acompanhe a reportagem de Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York, para a Globo News.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud