Stewart espera usar “força da língua” em álbum sobre direitos da criança

30 dezembro 2013

De Moçambique, embaixador da Boa Vontade do Unicef aponta projeto musical “Saúde e Vida” como prioridade das suas funções em 2014; intenção é projetar o conteúdo para os países lusófonos.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque*

O Embaixador da Boa Vontade do Fundo da ONU para a Infância, Unicef, Stewart Sukuma, disse querer causar impacto com temas sobre a criança em nações de língua portuguesa. O músico moçambicano está a caminho do seu último ano na função.

O artista diz que a criança é refletida em cada faixa do álbum “Saúde e Vida”, a ser lançado em 2014. Ele destaca o potencial dos conteúdos de ultrapassar as fronteiras do seu país.

Busca de Recursos

Em entrevista à Rádio ONU, de Maputo, Stewart revelou planos com o trabalho musical. Como embaixador, as suas metas incluem representar e apoiar a agência das Nações Unidas em ações como a advocacia.

“Se as músicas tiverem um impacto, falam sobre a direção que devemos tomar na luta pelos direitos da criança, desde a infância até a sua adolescência. Portanto, é a vida da criança. Vou-me empenhar muito para que o disco tenha sucesso, não só em Moçambique como em todos os países de expressão portuguesa onde a língua vai ser muito forte.”

Meio Artístico

O mandato voluntário, de dois anos, destaca a busca de recursos para promover o bem-estar e a realização dos direitos da criança moçambicana.

Na função, Stewart deve aproveitar a sua notoriedade e influência em várias áreas, incluindo parceiros, para o bem dos menores. Mas o fator linguístico é para o artista um elemento para ampliar a sua mensagem.

“A língua é preponderante para que as pessoas percebam, exatamente, do que estamos a falar. As letras são muito específicas. Falam, por exemplo da importância da alimentação e da educação para a criança. Abordam também o quão importante é proteger a criança da violência e dos casamentos prematuros, é vasto”, declarou.

Nomeado em 2012, Stewart Sukuma foi a primeira personalidade do seu país a ser indicada para embaixador da Boa Vontade do Unicef, a par de outras figuras a nível africano e internacional.

*Com reportagem de Ouri Pota, de Maputo.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud