OMS confirma novos casos de coronavírus na Arábia Saudita
BR

27 dezembro 2013

Dos quatro pacientes, duas mulheres não chegaram a ter sintomas e um morreu três dias após ser hospitalizado; em mais de um ano, 170 pessoas foram infectadas e 72 delas morreram.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

A Organização Mundial da Saúde, OMS, divulgou esta sexta-feira uma atualização sobre a Síndrome Respiratória do Oriente Médio, ou Mers-Coronavírus.

Segundo a agência da ONU, quatro novos casos foram confirmados recentemente na Arábia Saudita. Duas mulheres, trabalhadoras de saúde de Riade, sequer tiveram sintomas.

Morte

O terceiro caso também foi na capital do país e o homem, de 53 anos, continua hospitalizado e recebendo tratamento intensivo. O paciente não foi exposto a nenhum animal nem havia saído de Riade, mas segundo a OMS, ele teve contato com outro caso confirmado.

A agência da ONU explica ainda que o quarto caso recente de coronavírus na Arábia Saudita foi de um homem de 73 anos, que morreu três dias após ter sido hospitalizado. Ele teve contato com animais, mas não tinha histórico de viagens.

Global

No mundo todo, entre setembro do ano passado até o momento, a OMS foi informada de 170 casos de coronavírus, sendo que 72 pacientes morreram. A agência pede a todos os países que continuem com a vigilância para casos de infecção respiratória aguda.

Viajantes que retornam do Oriente Médio com infecção respiratória aguda devem ser testados para o coronavírus, recomenda a OMS. Os pacientes com Mers geralmente têm complicações respiratórias, diarreia e sintomas mais severos, como falha dos rins. 

Segundo a agência, as pessoas devem evitar contato direto com animais ao visitar sítios ou fazendas onde se sabe que há potencial de circulação do vírus. Para o público geral, a OMS recomenda medidas de higiene, como lavar as mãos antes e depois de tocar animais e evitar contato com animais doentes.

Mas a OMS afirma não ser necessário nenhum tipo de restrição de viagens ou de comércio.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud