FMI diz que países doadores prometeram combater lavagem de dinheiro

19 dezembro 2013

Órgão afirma que nações renovaram compromisso de doar US$ 18,9 milhões para combater igualmente o financiamento do terrorismo; nova fase das operações vai começar em 2014.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

O Fundo Monetário Internacional, FMI, anunciou que os países doadores prometeram enviar US$ 18,9 milhões para combater a lavagem de dinheiro e o financiamento do terrorismo.

O projeto do FMI fornece assistência técnica aos países para que possam combater estes tipos de crime.

Projetos

A primeira fase da iniciativa teve início em abril de 2009, e deve terminar em maio de 2014.

Uma avaliação feita no ano passado concluiu que as operações foram um sucesso com a implementação de 69 projetos, com foco em negociações bilaterais, workshops regionais e a indicação de conselheiros para ajudar nos trabalhos.

A segunda fase vai expandir as iniciativas da primeira, com ênfase nos projetos de longo prazo e nos trabalhos realizados em determinados países para se chegar a resultados sustentáveis.

Qualidade

O diretor do Departamento Legal do FMI, Sean Hagan, afirmou que o sucesso da promessa de doações é uma forte indicação da qualidade, da eficácia e do controlo do trabalho feito para acabar com os delitos.

Segundo Hagan, os esforços de combate à lavagem de dinheiro e ao financiamento do terrorismo são fundamentais para a estabilidade financeira global.

O FMI explica que num mundo cada vez mais interconectado, a estabilidade das finanças está muito ligada à integridade financeira.

Os crimes podem, segundo o Fundo, minar as instituições financeiras, desencorajar os investimentos internacionais e distorcer o fluxo do capital estrangeiro.

*Apresentação: Denise Costa.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud