Entrevista: Jorge Seixas

11 dezembro 2013

O médico especialista em doenças tropicais do Instituto de Higiene e Medicina Tropical da Universidade Nova, Jorge Seixas, falou à Rádio ONU, de Lisboa, sobre o que os países podem fazer para combater a malária.

Seixas disse que a evolução na luta contra a doença ocorreu pelo uso de redes mosquiteiras impregnadas com inseticidas, como também pelo uso do próprio inseticida residual dentro das casas.

O diretor da unidade de clínica tropical disse que as melhoras ocorreram ainda através da disponibilização de bons testes para diagnósticos e tratamentos com remédios eficazes.

Segundo o médico, a África continua sendo a região mais atingida pela malária, que ataca, principalmente as crianças menores de cinco anos.

Escute a entrevista com Edgard Júnior.

Duração: 7’35”

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud