OMS lança banco de dados sobre saúde mental
BR

10 dezembro 2013

Serviço da agência da ONU vai fornecer informações também sobre abuso de substâncias, deficiências, políticas e leis implementadas em vários países sobre o assunto; a iniciativa tem como meta acabar com as violações dos direitos humanos cometidas contra as pessoas que sofrem de problemas mentais.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

A Organização Mundial da Saúde, OMS, lançou esta segunda-feira, um banco de dados online com informações sobre saúde mental, abuso de substâncias químicas, deficiências e direitos humanos.

O MiNDbank, como está sendo chamado o serviço, vai fornecer também informações sobre políticas, leis e serviços implementados em diversos países.

Objetivo

A iniciativa da OMS tem como objetivo, acabar com as violações dos direitos humanos contra os que sofrem de problemas mentais.

A diretora do departamento da agência que cuida do assunto, Michelle Funk, disse que essas pessoas ainda sofrem com discriminação, violência e abusos.

A médica afirmou que o banco de dados foi criado para facilitar o debate, o diálogo e a pesquisa sobre a saúde mental.

A meta é melhorar os cuidados médicos e promover os direitos humanos em todo o mundo.

Tratamentos

Segundo a OMS, os tratamentos atuais disponíveis em hospitais e clínicas muitas vezes não são somente de baixa qualidade mas também impedem a recuperação do paciente.

A agência da ONU afirmou que é muito comum ainda ver em alguns países a prática de trancar ou isolar pessoas em pequenas celas sem qualquer contato humano. Muitas vezes essas pessoas também são acorrentadas à cama sem possibilidade de qualquer movimento.

O MiNDbank já está sendo compartilhado por 160 países e agora poderá ser acessado pelo público em geral através do site: www.who.int/mental_health/mindbank

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud