FAO promove iniciativas de agronegócio no Quénia

10 dezembro 2013

Para agência da ONU, as ligações de mercado entre pequenos e médios produtores são fundamentais para melhorar a margem de lucro e o acesso de agricultores ao comércio local.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

A Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, FAO, promove iniciativas para impulsionar o agronegócio no Quénia.

Segundo a FAO, a proposta pode ajudar a aumentar os lucros dos agricultores e a gerar tanto a segurança alimentar como a sustentabilidade a longo prazo.

Compradores

Os desafios e as oportunidades foram debatidos numa iniciativa que contou com compradores, fornecedores e financiadores, em Nairóbi, capital do país africano. O debate teve o apoio da FAO e do Ministério da Agricultura e Pesca do Quénia.

Um dos empresários do setor no Quénia, Charles Vuta, destacou a importância de apoio aos produtores encorajados a produzir com qualidade e altos padrões de higiene.

Produtos

Conforme afirmou, as autoridades do país africano exigem um código de barras e um certificado nas entregas feitas aos supermercados para a revenda dos produtos.

Um dos agricultores deu como exemplo de segurança alimentar o caso de um peixe do tipo sardinha, chamado Omena, e que abunda no Lago Vitória. O peixe é rico em cálcio, e embora seja pequeno contém o mesmo valor nutricional de um peixe grande.

O omena tem um papel importante na vida de mais de 4 milhões de pessoas em termos de emprego, geração de renda e nutrição. Para a produtora, Rachel Omollo, a participação das mulheres no comércio local é fundamental. Ela disse ter ensinado às mulheres do porto local como preparar e vender o peixe para consumo.

Omollo contou que o omena está a gerar crescimento e oportunidades no comércio local além de ajudar a combater a pobreza no Quénia.

*Apresentação: Eleutério Guevane.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud