África deve registar agravamento de segurança alimentar, alerta FAO

5 dezembro 2013

Agência diz que previsão contraria tendência global de aumento de produção de cereais; razão é a queda tardia de chuvas em 2013.

Leda Letra, Rádio ONU em Nova Iorque.

A segurança alimentar pode agravar em várias partes de África, apesar do aumento da produção de cereais a nível global. 

O alerta foi feito, esta quinta-feira, pela Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, FAO, que prevê uma produção mundial de cereais com um novo pico de 2,5 milhões de toneladas.

Chuvas

A agência destaca que em países como Chade, Mali, Mauritânia, Níger e Senegal, plantações e pastos foram afetados pelo início tardio da temporada de chuvas, que também terminou mais cedo em 2013.

Na República Centro Africana, 1,3 milhões de pessoas precisam urgentemente de ajuda alimentar. No sul do continente, o preço dos cereais está em nível recorde em vários países.

Cereais

Para a FAO, o total da produção de cereais é 8,4% maior do o ano passado, e 6% acima do recorde de 2011.

As previsões devem-se aos ajustes da produção de milho nos Estados Unidos, na Rússia e na Ucrânia com um aumento de 7,8% na produção de trigo, 1% na produção de arroz e 12% de outros grãos. 

Conflitos

A situação alimentar também é precária nas Filipinas, afetada pelo tufão Haiyan, e na Síria e no Iémen, onde os conflitos atingem milhões de pessoas com carência alimentar urgente.

A FAO também divulgou o Índice dos Preços Alimentares, que estabilizou em novembro, com 206.3 pontos. Nesta quinta-feira, a agência também comemora o Dia Mundial do Solo.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud