Somália: avaliação aponta para 35 mil afetados pelas cheias na Puntlândia

Somália: avaliação aponta para 35 mil afetados pelas cheias na Puntlândia

OIM diz que cerca de 150 pessoas morreram ou desapareceram devido ao impacto do  ciclone 03A ocorrido em meados de novembro; vítimas estão vulneráveis à pobreza e à fome.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

A Organização Internacional para Migrações, OIM, diz que cerca de 35 mil pessoas foram afetadas pelas cheias ocorridas há cerca de duas semanas na área semi-autónoma da Puntlândia, no nordeste da Somália.

A agência disse, em Genebra, que só agora começaram a ser registados os danos das inundações causadas pelo ciclone tropical denominado 03A. A OIM chama a atenção para o facto de as vítimas estarem em risco de pobreza e de fome.

Perdas

Os relatos iniciais apontavam para cerca de 150 mortos ou desaparecidos devido ao fenómeno natural.

Agências noticiosas referem que as perdas incluem cerca de 100 mil cabeças de gado, a base para o sustento e sobrevivência da maior parte da comunidade local.

A Puntlândia é uma região semi-árida onde raramente ocorrem chuvas, mas com um impacto devastador quando caem na dimensão verificada.

Pastores

A OIM apoiou as comunidades afetadas com equipas médicas e assistência alimentar de emergência. A longo prazo, a agência planeia reabastecer as comunidades de pastores afetados.

Grande parte dos habitantes da Puntlândia é pobre, embora a região seja considerada rica em recursos energéticos.

*Apresentação: Denise Costa.