OMS detecta mais três casos da Síndrome Respiratória do Oriente Médio
BR

3 dezembro 2013

Agência da ONU informou que as infecções ocorreram nos Emirados Árabes Unidos; casos foram confirmados em laboratório; casal e filhos estão internados em hospital de Abu Dhabi.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

A Organização Mundial da Saúde detectou mais três casos da Síndrome Respiratória do Oriente Médio nos Emirados Árabes Unidos.

Segundo a OMS, as infecções confirmadas em laboratório ocorreram em uma única família de Abu Dhabi. Todos estão internados, pai e mãe em estado grave.

Contato

O filho de oito anos do casal está sendo mantido em uma área isolada. Enquanto estava internada, a mulher deu à luz um bebê. A criança também está recebendo cuidados especiais.

Os especialistas disseram que ao contrário de casos anteriores, a família não viajou para outras regiões afetadas pela doença e não teve contato com pessoas ou animais contaminados pelo vírus.

A agência da ONU informou também que as duas últimas pessoas contaminadas com o coronavírus-Mers, que causa a Síndrome Respiratória, morreram no mês passado no Catar.

Vigilância

A OMS afirmou que desde setembro de 2012 até agora foram confirmados 163 casos da doença no mundo todo, 70 pessoas morreram.

A organização quer que os Estados-membros continuem mantendo a vigilância sobre os casos mais severos de infecções respiratórias agudas e reportem qualquer nova infecção.

Para o público em geral, os médicos dizem que as pessoas devem ter atenção ao visitar fazendas de criação de animais e manter sempre os cuidados de higiene. Elas devem lavar as mãos depois de tocar nos animais e evitar aproximação de qualquer outro que esteja doente.

A OMS formou uma comissão de emergência para orientar a agência a lidar com a situação. Fazem parte dessa comissão especialistas do mundo inteiro.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud