Para parlamentar, Brasil tem que investir mais em prevenção de acidentes
BR

27 novembro 2013

Mara Gabrilli, deputada federal (PSDB-SP), disse à Rádio ONU que está tentando obter a aprovação no Congresso do país de um texto para “executar todos os pontos” da Convenção da ONU sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência no país. 

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York

Mais investimentos em prevenção de acidentes de trânsito e execução plena da Convenção da ONU sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência estão sendo reivindicados por um grupo de parlamentares no Brasil.

A afirmação é da deputada federal Mara Gabrilli (PSDB-SP). Ela falou à Rádio ONU, de São Paulo, sobre os desafios enfrentados para quem vive com deficiência no país. Gabrilli, que ficou tetraplégica após um acidente de trânsito, disse que todos devem fazer mais para ajudar na prevenção de desastres.

Estrutura 

“Tudo é muito caro. E o nosso país não tem estrutura para uma boa reabilitação e uma boa vida numa condição com deficiência. Por mais que a gente trabalhe, por mais que estejamos evoluindo, a gente tem muito que evoluir para dizer que uma pessoa com deficiência tem qualidade de vida. Prevenir é o que a gente pode fazer para que isso não aconteça desta forma multiplicadora como vem acontecendo.”

A deputada federal disse ainda que não há equipamentos e medicamentos para todas as pessoas com deficiência que precisam de assistência.

Diretriz Máxima 

“Eu sou relatora do Estatuto da Pessoa com Deficiência. Na verdade, o texto que a gente fez é para fazer com que a Convenção da ONU (sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência) possa ser executada no Brasil através de lei. Ela é uma diretriz máxima, e em alguns pontos a gente vem seguindo, mas a gente não tem uma legislação que praticamente regulamente a Convenção da ONU.”

Segundo a deputada, Mara Gabrilli, o texto deve ser votado no início de 2014 no Congresso Nacional.

No ano passado, o Brasil lançou uma campanha de prevenção a acidentes nas estradas estrelada pelo ex-piloto de Fórmula 1, Emerson Fittipaldi.

Segundo dados oficiais, o Brasil registra em média 44 mil mortes no trânsito todos os anos. 

Em todo o mundo, 1,2 milhão de pessoas perdem a vida em acidentes nas estradas e cerca de 50 milhões de feridas, muitas ficam com deficência para o resto da vida.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud