Filipinas: Banco Mundial aumenta apoio para cerca de US$ 1 mil milhões

25 novembro 2013

Libertados US$ 480 milhões em ajuda para infraestrutura comunitária; no país já se encontram equipas do órgão a trabalhar com as autoridades para avaliar danos após passagem do tufão Haiyan, há mais de duas semanas.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Banco Mundial anunciou que colocou à disposição das Filipinas mais US$ 480 milhões em ajuda financeira adicional para os esforços das comunidades com vista à reconstrução, após a passagem do tufão Haiyan.

O valor é acrescido aos outros US$ 500 milhões concedidos no princípio da semana passada, para dar resposta à passagem da tempestade pelo centro do país, que já causou mais de 5 mil mortos.

Subsistência

De acordo com o Banco Mundial, o valor deve ser usado para reconstruir a infraestrutura comunitária além de ser aplicado em áreas ligadas à subsistência como água, estradas rurais, escolas e clínicas.

Agências noticiosas informaram, nesta segunda-feira, que partes do leste do país estão sem qualquer sinal de alcance por entidades humanitárias, mais de duas semanas após o incidente. Os relatos apontam para a destruição generalizada ou poucos sinais de reconstrução.

Necessidades

O Banco Mundial diz que as próprias comunidades serão envolvidas nos esforços de reconstrução e os valores concedidos “de forma transparente para as pessoas que devem identificar as suas próprias necessidades.”

O órgão anunciou que mobilizou os seus funcionários para facilitar a entrega rápida dos US$ 500 milhões do primeiro empréstimo de emergência. Equipas do Banco já trabalham diariamente com as autoridades locais “devido à urgência da situação Filipina.”

O Banco Mundial prometeu prestar assistência em novos investimentos ou operações baseadas em resultados para apoiar os esforços de reconstrução a médio e longo prazo. A medida deve seguir-se ao Plano de de Recuperação e Reconstrução do governo para o tufão Haiyan, localmente conhecido por Yolanda.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud