Apelo da ONU para as Filipinas sobe para US$ 348 milhões
BR

22 novembro 2013

Dinheiro é necessário para ajuda de emergência a mais de 13 milhões de pessoas afetadas pelo tufão Hayian; coordenadora humanitária da ONU diz que “um desastre de grandes proporções precisa de uma resposta maciça.”

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York. 

As Nações Unidas aumentaram para US$ 348 milhões o apelo feito para as vítimas do tufão Hayian, que atingiu as Filipinas há duas semanas. O valor é 16% maior do que o pedido anterior feito à comunidade internacional.

Segundo a ONU, o tufão afetou mais de 13 milhões de pessoas e o governo filipino confirma mais de 5,2 mil mortes. A coordenadora humanitária da ONU anunciou esta sexta-feira o novo apelo. Valerie Amos afirmou que “um desastre de grandes proporções pede uma resposta maciça.”

Prioridades

Amos acaba de chegar a Nova York, após visitar pela segunda vez as áreas atingidas pelo tufão, considerado um dos maiores da história. A chefe de ajuda humanitária cita que as prioridades da população são comida, água potável e abrigo.

De acordo com Amos, os desafios de logística são enormes, com muitas estradas bloqueadas, falta de combustível, de transportes, de água e de eletricidade. Ela relata ainda que 1,5 milhão de crianças correm o risco de desnutrição e muitas famílias que perderam suas casas vão precisar de ajuda de longo prazo para reconstruir suas moradias.

Até o momento, a ONU conseguiu US$ 134 milhões, ou quase 40% do apelo.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud