Entrevista: Luiz Loures

22 novembro 2013

Reforçar estratégias para minimizar a seroprevalência é considerada uma prioridade global pelo diretor-executivo adjunto do Programa Conjunto da ONU sobre a HIV/Sida, Onusida. Luiz Loures aborda os dados mais recentes sobre a epidemia, lançados esta semana.

O brasileiro que trabalha com a doença “há 30 anos, antes mesmo de o vírus ser identificado”, reconhece progressos como o “novo preservativo” e enumera limitações que impedem uma resposta eficaz ao vírus.

Os países lusófonos, a experiência brasileira, a adesão ao tratamento em África e a tecnologia são também referidos pelo responsável, que defende não haver justificação para o nascimento de bebés infetados.

Acompanhe a entrevista a Eleutério Guevane. 

Tempo total: 12’32’’

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud