ONU condena atentado a bomba que matou pelo menos 22 no Líbano
BR

19 novembro 2013

Secretário-Geral espera que responsáveis pelo ataque sejam levados à justiça; agências de notícias informam que explosões ocorreram perto da Embaixada Iraniana em Beirute, capital libanesa.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.*

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, condenou esta terça-feira um atentado a bomba em Beirute, no Líbano. Segundo agências de notícias, houve duas explosões perto da Embaixada do Irã.

O ataque matou pelo menos 22 pessoas e 140 ficaram feridas.

Carro Bomba

Em nota, Ban enviou pêsames às famílias das vítimas, como também aos governos do Líbano e do Irã. Ele desejou a rápida recuperação dos feridos.

Ainda segundo agências de notícias, o embaixador do Irã em Beirute informou que o adido cultural iraniano morreu no ataque. Ele tinha assumido o posto há um mês.

Ban Ki-moon pediu a todos no Líbano que reconheçam que atos de violência como estes atingem a população em geral.

Ele fez um apelo para que todos os lados atuem com moderação e apoiem o Estado, em particular, às forças de segurança no momento em que os soldados tentam evitar novos atos de terrorismo.

O Secretário-Geral espera que os responsáveis pelo ataque sejam levados à justiça e reiterou a determinação da comunidade internacional em apoiar a estabilidade e a segurança no Líbano.

*Apresentação: Mônica Villela Grayley.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud